sexta-feira, 6 de novembro de 2015

DOM E DONS DO ESPÍRITO SANTO.


"Todavia, digo-vos a verdade, convém-vos que eu vá; pois se eu não for, o Ajudador (Consolador) não virá para vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei". Mateus 16. 7

Neste capítulo vamos ver a respeito do Espírito Santo e da necessidade de viver sob o seu controle. Ele é o nosso Ajudador, Consolador, Conselheiro, Advogado, enfim, é a presença constante de Jesus Cristo em nossa vida. Vermos abaixo um resumo da atuação do Espírito Santo de Deus:-

1. Quem é o Espírito Santo?
O Espírito Santo é uma das pessoas da trindade, composta pelo Pai, Filho e Espírito Santo. Ele aparece também na criação do mundo (Gênesis 1.2). No Velho Testamento o vemos capacitando pessoas para determinadas obras. Exemplos:- Em números 11.16 e 16 são capacitados os setenta homens de Moisés; em I Samuel 16. 13 e 14 o Espírito Santo capacita a Davi como rei e se retira de Saul. Ainda no Velho Testamento é prometido a todos os que cressem em Jesus - Joel 2.28.

2. Ele age na nossa salvação.
A nossa salvação é fruto da ação do Espírito Santo em nossos corações. Ao nascermos de novo (João 3.6) recebemos o selo do Espírito como penhor (garantia) em nossos corações (II Coríntios 1.22). Satanás não poderá tocar em nosso espírito.

3. Possuídos pelo Espírito Santo.
Quando nascemos de novo passamos a ter o Espírito Santo em nós, este é o primeiro passo na vida cristã. O segundo passo é o batismo nas águas e o terceiro, o enchimento, o batismo no Espírito Santo (Atos 2.38), podendo em algumas vezes o ser cheio do Espírito Santo anteceder o batismo nas águas.

O início da Igreja ocorreu no dia de Pentecostes, quando cerca de 120 discípulos ficaram reunidos em Jerusalém, no cenáculo (pavimento superior de uma casa), por 10 dias, obedecendo a ordem de Jesus (Atos 1.4). Durante 10 dias ficaram juntos em comunhão e oração, e, após aprenderem a viver numa comunhão fortalecida pela oração, foi derramado sobre eles o Espírito Santo prometido. Encheram-se do poder de Deus, falaram em outras línguas (glossolalia), tornaram-se corajosos, foram capacitados para a grande obra de evangelização do mundo. Passaram a ser possuídos pelo Espírito Santo. O mesmo Espírito que moveu o ministério de Jesus, passou a mover os 120 naquele dia, e a todos os que buscaram esse enchimento pela História da Igreja, chegando até nós hoje e continuando até o arrebatamento da Igreja. O Espírito Santo sempre fez e continua a fazer a diferença em nossas vidas.

Não nos bastam os talentos natos ou adquiridos, o que é muito bom. Precisamos entregá-los ao Senhor. Através da unção plena do Espírito somos usados em um ministério poderoso.

4. Recebendo o enchimento do Espírito Santo.
Dunamis é o termo usado no original grego para designar o poder do Espírito Santo na vida da Igreja. Desse termo vem para a nossa língua, o português, as palavras dínamo – gerador de energia – e dinamite – artefato de grande poder explosivo. Do uso ou não desse poder resulta em nossas vidas a quantidade e qualidade dos frutos. Tomando a força do dunamis podemos exemplificar: Um grupo de pessoas está construindo um túnel com ferramentas manuais e encontra no caminho uma grande pedreira, se continuarem com as pás e picaretas o serviço além de demandar um grande tempo, ainda será exaustivo. O melhor caminho é fazer uso de explosivos (dinamite) e de máquinas perfuratrizes ligadas a uma fonte de energia (gerador). Assim também ocorre em nossa vida espiritual; enquanto usamos nossas próprias energias nada será produzido, se fizermos uso apenas de uma ou duas ferramentas espirituais, pouco será produzido; mas quando usamos tudo aquilo que o Senhor tem para nós, permitindo que sejamos usamos completamente pelo poder do Espírito do Senhor, então nossa obra será abundante.

O dom, o poder do Espírito Santo é para as pessoas salvas, que desejam ardentemente viver uma vida submissa e controlada pelo Espírito. O Dom do Espírito é para todos os crentes que desejam revestir-se de uma vida de poder. Os grandes homens de Deus que mudaram a história receberam um enchimento especial do Espírito Santo. Homens como João Wesley, Moody, Finnei e outros agiram no poder do Espírito.

Embora não exista uma fórmula para ministração do dom do Espírito Santo, o modo mais comum encontrado no livro de Atos é o de imposição de mãos mediante oração. Exemplos:- Em Samaria - Atos 8. 14 a 17, com Paulo - Atos 9.17, aos doze de Éfeso - Atos 19.6.

Juntamente com o Dom do Espírito são recebidos os dons do Espírito. Durante o nosso ministério temos presenciado muitas pessoas recebendo o enchimento do Espírito de diversas formas: algumas pessoas em pé caindo ao chão sob o poder do Alto, outras chorando, outras rindo, outras gritando de alegria, ainda outras ficando em silêncio profundo, outras apenas balbuciando; mas todas recebendo um dom espiritual, a maioria no momento, outras após alguns dias. Também não há padrão de local, pois muitos recebem nos cultos de celebração, em reuniões de oração, em reuniões de estudos. Ultimamente temos visto pessoas sendo cheias do Espírito e recebendo dons do Espírito nas reuniões dos grupos pequenos ou células.

Ivo Gomes do Prado - Pr. de área.

Nenhum comentário:

Postar um comentário